• Prefeitura de Acrelândia

Prefeito determina solução para infestação de pombos em Escolas Municipais

A infestação dos pombos na Escola Municipal Rita Bocalom vem trazendo muitos transtornos e grande preocupação com relação à saúde de todos que frequentam a unidade escolar. Neste sentido, o prefeito Olavinho Boiadeiro, determinou a Secretaria Municipal de Educação e Secretaria Municipal de Saúde, que sejam tomadas providências com respeito à infestação dos pombos nas escolas.

Segundo o prefeito, a escola tem se tornado abrigo para essas aves, que fazem ali seus ninhos causando muita sujeira no chão e no teto/telhado, e também oferecendo riscos à saúde das pessoas, de acordo com a coordenação já é um problema que se arrasta há bastante tempo e nunca foi resolvido. "Pedi que as Secretarias [saúde e educação] atuem em conjunto para resolver essa infestação de pombos, existem soluções baratas e eficientes como a instalação de telas para evitar que o animal ocupe os espaços públicos. Outra coisa, esses animais fazem muita sujeira e as fezes do pombo pode transmitir doenças aos nossos alunos, professores e servidores, é um caso de saúde pública", justificando sua determinação em solucionar o problema.


Visando inibir as fezes dos pombos a Secretaria de Educação iniciou o forramento dos corredores da Escola Rita Bocalom e a instalação de telas. Aproveitando o trabalho a prefeitura também está realizando a pintura da parte interna e externa e realizando a manutenção do piso cerâmico.


O prefeito também explicou que gosta de animais e sabe que os pombos são figuras simpáticas e apontadas como símbolos da paz, e vivem com facilidade nas cidades, morando em edificações onde costumam fazer seus ninhos em telhados, forros, caixas de ar condicionado, torres de igrejas e marquises e, algumas pessoas gostam de alimentá-los com restos de comida, pão, pipocas, que são alimentos inadequados e prejudicam a saúde dos animais, além de viciá-los. "Gosto de animais, sou um defensor da causa, o objetivo é evitar que eles entrem nas escolas e nas repartições públicas, pois geram muita bagunça e trazem também doenças que podem impactar negativamente a saúde pública" pontou.


Já a secretaria de saúde destacou que os pombos podem trazer algumas doenças, causadas especialmente pelo contato com as fezes dos pombos e listou 4, como exemplo:

  1. salmonelose: doença infecciosa provocada por bactérias. A contaminação ao homem ocorre pela ingestão de alimentos contaminados com fezes animais;

  2. criptococose: doença provocada por fungos que vivem no solo, em frutas secas e cereais e nas árvores; e isolado nos excrementos de aves, principalmente pombos;

  3. histoplasmose: doença provocada por fungos que se proliferam nas fezes de aves e morcegos. A contaminação ao homem ocorre pela inalação dos esporos (células reprodutoras do fungo);

  4. ornitose: doença infecciosa provocada por bactérias. A contaminação ao homem ocorre pelo contato com aves portadoras da bactéria ou com seus dejetos.

Vamos monitorar a situação nas escolas e orientar os alunos da rede municipal e os pais e responsáveis, para evitarmos esse problema tanto nas escolas como também em outros locais do município, destacou a secretaria de saúde.


Galeria de Fotos


0 comentário