• Prefeitura de Acrelândia

Prefeito Ederaldo Caetano exige apoio do governo do estado para combater covid-19 no município

O Prefeito Ederaldo Caetano na tarde desta quarta (1), participou de uma videoconferência com o Governador Gladson Cameli para comunicar a situação da saúde pública municipal, e o agravamento da situação financeira do município provocado pela pandemia do covid-19 (coronavírus).


Assista o vídeo (editado pelo Jornal Acrelândia News)

Ao lado do prefeito, participou também o Secretário Municipal de Saúde de Acrelândia, Dr. Tião Rita. Conectados a videoconferência estiveram também os 21 prefeitos dos municípios do interior do Acre, onde cada um pode relatar a situação do seu município. A agenda foi organizada pela Associação dos Municípios do Acre (AMAC) usando recursos tecnológicos, afim de evitar aglomeração e cumprir as recomendações das autoridades sanitárias.

Como pode ser visto no vídeo, o Prefeito Caetano não poupou críticas a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) na pessoa do Secretário Alysson Bestene, que não tem realizado uma comunicação adequada junto a Secretaria Municipal de Saúde de Acrelândia, na pessoa do Tião Rita. Caetano também desabafou ao Governador que Acrelândia é o 2º município com maiores números de infectados pelo covid-19 no Acre, perdendo apenas para a capital Rio Branco. Caetano também reforçou e salientou que até o momento não recebeu ligação da Sesacre se colocando a disposição para combater a crise provada pelo coronavírus e exigiu o apoio do estado para conter novos casos no município, e tratar os casos positivos. Disse ainda que a polícia militar local, não tem dado a atenção que os protocolos e medidas protetivas exigem.


Após o término da videoconferência, Caetano comentou “Não falei tudo que gostaria de ter falado ao governador, mas acredito que agora o estado dará a devida atenção a Acrelândia, peço desculpas por ter sido duro, mas não posso deixar o meu povo sem suporte, sem saúde, sem assistência nesse momento. Preciso de ajuda da Sesacre e Polícia Militar. Tenho preocupação com o aumento dos casos, preciso tratar os infectados e dar todo o suporte na saúde, preciso dar assistência aos comércios e prestadores de serviços e autônomos, afim de provocar colapso e desemprego no município, e sozinho infelizmente não conseguiremos, precisamos nos unir nesse momento, além do governador, vou através da bancada federal (deputados e senadores) e também nos ministérios do governo federal em Brasilia-DF, buscar recursos para continuar preservando as vidas, a saúde e a segurança do meu povo e implementando benefícios a cidade" disse Caetano.


O prefeito também disse que seguirá vigilante e apoiando a ciência e as recomendações da OMS, MS e Sesacre, pedindo ao povo para continuar o isolamento social, mesmo sendo difícil, vez que muitos estão aflitos, angustiados e com medo do que acontecerá mo futuro "pós pandemia", mas destaca que fará o melhor para continuar contribuindo com a população acrelandense e preservando também os empregos.



0 comentário